5 de ago de 2017

DIA DO PADRE - Adilson Naruishi "Ser padre é reconhecer sua pequenez diante do mistério de Deus, e ser homem de misericórdia"

"Ser padre é viver por Cristo, com Cristo e em Cristo. É uma profissão de fé que o homem de boa vontade é capaz de realizar em favor do Reino de Deus, que não é um reino deste mundo, mas dos céus, um Reino dos pequeno e espiritual. Não é uma escolha pessoal, pois é Deus que chama e o padre apenas responde a um chamado que é confirmado pela Igreja. Ser padre é descobrir a cada dia a centralidade da sua vida na pessoa de Jesus Cristo e decidir por Ele, pois o sacerdócio não é algo qualquer, mas um modo de ser. Ser padre é servir a comunidade de fé religiosa, dedicar-se ao Sagrado. É ser conforto espiritual em tempos de aflição para as pessoas. Lembro que a oração do Ano as Misericórdia quando fazia referência aos sacerdotes rezava: “Vós quisestes que os Vossos ministros fossem também eles revestidos de fraqueza para sentirem como justa a compaixão pelos que estão na ignorância e no erro”. Ser padre é isso, reconhecer sua pequenez diante do mistério de Deus, e ser homem de misericórdia. É saber amar a Igreja como Cristo a amou, consagrando a ela todas as suas energias e doando-se com caridade pastoral.


Sou padre há 4 anos. Fui ordenado no dia 16 de dezembro de 2012 e o primeiro padre mourãoense trabalhando na diocese. Meu lema de ordenação que me motiva no exercício do ministério é “Para mim o viver é Cristo” (Filipenses 1,21)
Desafios? Procuro junto com o padre Jurandir com quem trabalho à 4 anos a fazer com nossa comunidade seja Igreja. Tenho minha devoção particular, mas, procuro trabalhar na edificação do Corpo de Cristo que é a essência de nossa vocação, para continuar de alguma forma, a missão salvífica de Cristo.
Recado aos fiéis - Ao celebrar a Eucaristia pelos sacerdotes, nas orações da santa missa, contidas no missal se reza pedindo que o coração do sacerdote seja renovado, a fim de que não falte ao pastor a obediência do rebanho, e nem ao rebanho o zelo do pastor. Sendo assim peço para que todos rezem por mim e por meus irmãos sacerdotes, para que ao participarmos do mistério de Deus, possamos pregar a verdade, praticar a justiça, cumprindo sempre com fidelidade a missão de sacerdote.


Novo bispo - No dia da sua nomeação, um Salmo em específico veio no coração, “Bendito o que vem em nome do Senhor” (Sl 118,26). Essa é minha esperança, que ele nos mostre essa verdade do poder do nome de Jesus. Que possa, como ele mesmo nos diz, ajudar a carregar o andor de nossa fé e pastoral. Estamos juntos! Juntos para celebrar o amor e misericórdia de Deus. Juntos para celebrar o passado com jubilo. Juntos para rezar pelo futuro. Juntos para trabalhar pelo Reino de Deus. Pois o sacerdote é o colaborador imediato do bispo e responsável pela orientação espiritual aos fiéis que a ele é confiado. 


Momento marcante em minha vida? Vários foram os momentos, mas destaco aqui um em específico, a morte de meu pai no dia 6 de dezembro de 2014. Foi uma experiência de muita reflexão e confirmação de muitas coisas no meu ministério. Por exemplo, sempre disse que um pai e uma mãe que doa à igreja
um filho para ser padre, tem a graça da salvação. E meu pai pode nos seus últimos momentos receber os sacramentos da penitência, da unção dos enfermos e indulgência, que são sacramentos da cura e salvação. Também me fez perceber a fragilidade do ser humano, pois, por mais que sejamos preparados para atender as mais diversas necessidades, em alguns momentos da vida, descobrimos que se não é pela graça de Deus, tudo perde o sentido. E quando me deparei com a morte de um ente querido, minhas palavras e minhas orações que muitas vezes consolaram os outros, naquele momento não era suficiente para me consolar, mas somente a graça de Deus me sustentou. Ou seja, só Deus basta." - padre Adilson Naruishi, na Catedral São José em Campo Mourão. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário